_NOSCRIPT

Portal do Governo Brasileiro
canal-ciencia

Busca Avançada

Notícias

Em comemoração aos 15 anos do Canal Ciência, IBICT lança Vox: arte, cultura e ciência no Brasil

Para comemorar os 15 anos de atividade do portal de divulgação científica Canal Ciência, o Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) publicou Vox: arte, cultura e ciência no Brasil, livro sobre a trajetória de vida de 52 personagens que, por meio das suas ideias e ideais, teorias e práticas, ações e emoções, se tornarame vozes celebradas por suas relevantes contribuições à ciência, tecnologia, educação, arte e cultura, assim como para o conhecimento da história do país. Com minibiografias elaboradas em linguagem de fácil compreensão, entremeadas com as “vozes” dos próprios personagens, Vox convida jovens estudantes e educadores a refletir sobre formação, profissão e engajamento pelo desenvolvimento social, político e econômico do Brasil.

As escolhas dos cientistas e humanistas que compõem o livro seguiram critérios tais como agraciação com condecoração ou distinção honorífica, produção cultural, literária ou técnico-científica robusta, pioneirismo na difusão e no avanço da cultura e da ciência, ou reconhecido notório saber — o que faz tal personalidade ser lembrada por fazer escola e influenciar na formação de mestres, doutores e profissionais. Segundo Otávio Maia, autor e coordenador editorial do livro, “o primeiro desafio foi definir critérios de eleição que contemplassem tanto as artes como as ciências. Depois, foram semanas de intensas pesquisas e leituras para escolher 100 personalidades, já falecidas, que representassem todas as grandes áreas do conhecimento, tentando equalizar os gêneros e destacar negros que conseguiram construir carreiras relevantes na sociedade escravagista do século XIX.”

Para a professora Mary del Priore, que resenhou a obra, “o talento dos nossos cientistas e humanistas emerge desse conjunto de biografias, um gênero literário que apaixona, pois nos deixa entrar na história das pessoas”. De acordo com a historiadora, “ao ler a história de tantos personagens que brilharam no passado, enxergamos nossos próprios sonhos, aspirações e tormentos no presente.” A obra destaca fatos históricos — como a redescoberta do mico-leão-dourado nas matas do Rio de Janeiro, por Adelmar Coimbra-Filho, o primeiro encontro dos irmãos Villas Bôas com os índios xavantes durante a expedição Roncador-Xingu, e as comemorações da assinatura da Lei Áurea na voz de Machado de Assis. Destaca, ainda, o pioneirismo de mulheres como Chiquinha Gonzaga, Nise da Silveira, Virgínia Bicudo, Yolande Monteux e Bertha Lutz, militantes da luta pela cidadania em uma sociedade patriarcal e machista.

 

O livro também traz curiosidades da vida dos personagens — como o livro de receitas rápidas do dicionarista Houaiss, a prisão de Monteiro Lobato, a capacidade de Alcides Carvalho diferenciar as espécies de café apenas pelo aroma das floradas, e a opção de Madame Durocher, primeira parteira brasileira, de adotar vestuário masculino para inspirar confiança nas parturientes — e curiosidades cívicas — como a obrigatoriedade dos aeroportos de manter em exposição a imagem de Santos Dumont, Pai da Aviação, dentre outras efemérides. O leitor também vai se solidarizar com as dificuldades enfrentadas pelos personagens na infância e pelos dramas vividos ao longo de suas vidas. “Tentei humanizar esses personagens sobre-humanos, tão inquietos e complexos, que tiveram vidas repletas de experiências e feitos, cujas batalhas pessoais certamente inspirarão os leitores a enfrentar suas próprias batalhas”, disse Otávio Maia.

Vox foi ilustrado por Kleber Sales, artista plástico três vezes premiado no Salão Internacional de Desenho para a Imprensa. As caricaturas bem humoradas trazem elementos pictóricos que dão ao leitor pistas sobre as realizações dos personagens. “Além de ter o prazer de desenhar alguns dos brasileiros que mais admiro, aprendi a admirar outros não tão conhecidos por mim. Então, foi também uma oportunidade de aprendizado”, disse Sales. O livro traz ainda uma relação de datas comemorativas relacionadas às artes, cultura e ciências, e informações sobre a Ordem do Mérito Cultural e a Ordem Nacional do Mérito Científico.

Segundo a diretora do IBICT, Cecília Leite, Vox é valioso parceiro da divulgação científica e cultural, pois oferece informação e conhecimento capazes de influenciar o leitor sobre questões de relevante interesse da sociedade. “Mais uma vez, o IBICT demonstra sua capacidade de ser vanguarda na produção, socialização e integração do conhecimento científico e tecnológico no país. Este livro representa uma das formas criativas que vimos praticando para disseminar a ciência brasileira em linguagem simples e compreensiva à sociedade, desta vez abrindo o leque para abranger também tecnologia, educação, arte e cultura. Ilustrado com tanta competência e beleza, tornou-se uma obra para além de instrutiva, capaz de atrair, de forma lúdica e divertida, o interesse dos jovens pela leitura de seu rico conteúdo. Um jeito inovador que o IBICT encontrou para prestar uma homenagem a grandes brasileiros e despertar a curiosidade por novos conhecimentos.”

O livro não é comercializado. Exemplares serão doados à instituições de ensino e apoio escolar, como a Escola Classe Córrego das Corujas, os Roedores de Livro e a Associação Despertar Sabedoria no Sol Nascente, localizados em Ceilândia, Distrito Federal, no início do ano letivo de 2018. A versão eletrônica está disponível no Portal do Livro Aberto.