_NOSCRIPT

Portal do Governo Brasileiro
canal-ciencia

Busca Avançada

Notáveis

Gilberto Freyre

Gilberto Freyre

O primeiro livro de Gilberto Freyre foi justamente o que fez dele o responsável pela introdução da Antropologia Moderna no Brasil. "Casa Grande e Senzala" descreve a vida nos engenhos e a formação da economia nacional sob o regime da escravidão. Seu método de pesquisa via no cotidiano um elemento importante para o estudo das ciências sociais e foi adotado nos estudos antropológicos e sociológicos posteriores. A série de obras intitulada "Introdução à história da sociedade patriarcal no Brasil", inaugurada por "Casa Grande e Senzala", teve outros dois livros: "Sobrados e mucambos" e "Ordem e progresso". A trilogia explica a formação social e antropológica brasileira, recuperando suas diversas fases. Freyre também publicou obras autobiográficas e escreveu sobre temas como a história da cidade de Recife. Em 1935, participou da criação da Universidade do Distrito Federal, que tinha como filosofia a formação dos quadros intelectuais do país e acabou incorporada, pela política do Estado Novo, à Universidade do Brasil (atual UFRJ) . Freyre foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura em 1947. Foi o quarto brasileiro a receber o prêmio Aspen nos EUA. A Rainha da Inglaterra também o contemplou com o título de sir. Gilberto Freyre nasceu em 1900 e morreu aos 87 anos, deixando uma obra caracterizada pela polêmica.