_NOSCRIPT

Portal do Governo Brasileiro
canal-ciencia

Busca Avançada

Notáveis

Gross trabalhando em um pêndulo de Helmholtz

Bernhard Gross

Nascido na Alemanha, Bernhard Gross chegou ao Brasil em 1933 e criou um grupo de pesquisas sobre raios cósmicos. Pouco depois, passou a estudar a dielétrica e detectou, pela primeira vez na América Latina, uma partícula fortemente radioativa originada por explosões nucleares em outros continentes. Também descobriu a corrente Compton, produzida pela absorção de raios gama pela matéria e construiu um aparelho baseado nesse princípio. No campo da física matemática, desenvolveu a "teoria geral da resposta linear na teoria dos circuitos elétricos". Sob a influência desses estudos e de seus ensinamentos, formou-se toda uma geração de novos cientistas. O físico também participou da criação do Instituto Nacional de Tecnologia, do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq) e da Comissão de Energia Nuclear. Foi ainda diretor da Divisão de Informação Científica da Agência Internacional de Energia Atômica e secretário organizador da II Conferência para Usos Pacíficos da Energia Atômica. O prêmio Bernardo Houssay, da Organização dos Estados Americanos, lhe foi entregue em reconhecimento ao conjunto de sua obra. Gross nasceu em 1905 e faleceu em 2002. Para ele, a física era uma vocação, principalmente na sua época, quando a falta de apoio e equipamentos dificultava a vida de quem se dedicava à pesquisa.